_

Raquel Guerra, The medium is (also) the message

2015

The medium is (also) the message*

 
Em meados do século XX, com a subversão das estritas regras das belas-artes, o campo da arte expandiu-se. Ao espartilho das regras tradicionais das variadas práticas artísticas, a contemporaneidade contrapôs a liberdade e a diversidade de processos de concretização das obras de arte.

O desenho não foi excepção. No momento atual, este é assumido como uma prática artística que abrange uma multiplicidade de formas de realização.

Na exposição Delineando… o desenho, assumido na sua forma expandida, é a ferramenta operativa de reflexão de Marco Moreira.

Neste projecto o autor apresenta sete obras: três instalações com lápis Viarco que cortados em ângulos rectos e colocados sobre a parede produzem círculos mediante a interacção do espectador, uma escultura-desenho realizado a partir de folhas de papel A4 de 80g cortadas e sobrepostas em forma de tijolo, um tabuleiro, que pela ação do espectador faz movimentar 4 esferas de grafite sobre papel Fabriano, um desenho onde apresenta, sobre papel Fabriano, 16 níveis de dureza de grafite e várias impressões sobre papel A4 Canson 180g agrupadas em flip book.

O conceito de campo expandido tem sido utilizado, por um lado, quando se pretende designar processos artísticos que procuram esbater fronteiras entre disciplinas ou alargar os limites de determinadas práticas artísticas, e por outro, para designar transformações nos procedimentos artísticos que exigiram ao espectador uma nova forma mental e participativa de se relacionar com os trabalhos – em vez de olhar passivamente para uma obra acabada, o observador é convocado a ver e partilhar o meio ambiente com o olhar do artista. (Elias & Vasconcelos 2009). No projeto Delineando…, a expansão do campo da arte, mais especificamente da campo do desenho, é perceptível também na relação que o espectador estabelece com as obras. Em cinco dos trabalhos apresentados: Sem título, 2015 (Lápis Viarco de diferentes durezas), Sem título, 2015 (Lápis Viarco de diferentes durezas), Sem título, 2015 (Lápis Viarco de diferentes dureza),  Sem título, 2015 (Impressão sobre papel A4 Canson 180g) e Sem título, 2011 (Madeira de pinho, esferas de grafite e papel Fabriano), Marco Moreira altera a forma tradicional de relação do espectador com a obra de arte tornando-o participante. Nos trabalhos referidos, o autor valoriza a interacção do espectador. Este em vez de uma atitude exclusivamente contemplativa é convidado a participar e a relacionar-se com as obras.

Na obra Tijolo, 2011, Marco Moreira desafia as fronteiras do desenho. Nesta obra, construida recorrendo à sobreposição, em forma de tijolo, de folhas cortadas de papel, não encontramos alguns elementos que tradicionalmente associamos a esta prática-grafite, carvão, caneta… A referência aquela prática artística é-nos revelada pelo suporte (papel) e pela concretização da linha exacta, rigorosa.

Sem título, 2015 (16 níveis de dureza de grafite sobre papel Fabriano) é talvez a obra da exposição que mais intensamente questiona a prática artística do desenho, uma vez que a torna objecto de reflexão. O médium (ou suporte ou prática artística) passa a ser também mensagem.

Na exposição Delineando… Marco Moreira dá continuidade às propostas de reflexão que tem estado na base do seu trabalho: alargar os limites da prática do desenho ao desafiar constantemente as suas fronteiras, alterar a (tradicional) relação espetador/obra de arte e questionar a própria prática artística, porque para este ator, the médium is also the message.

 

Raquel Guerra
Setembro de 2015

 

*O título deste texto tem por base a frase “the médium is the message” do livro de Marshall McLuchan – Understanding Media: The Extensions of Man.

 

Referências bibliográficas:

Kovats, Tânia – The Drawing book: a survey of drawing: the primary means of expression. London : Black Dog Publishing, 2017

Krauss, Rosalind – The expanded Field of Sculpture. In October vol. 8, 1978

Mcluchan, Marshall – Understanding media: the extensions of man. Cambridge: The Mit Press, 1994

Vasconcelos, Maria & elias, Helena, Desmaterialização e Campo Expandido: dois conceitos para o Desenho Contemporâneo, comunicação apresentada no 8ºLusocom, 2009

 

_




Creative Commons License This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported License.

Privacy Preference Center

eXTReMe Tracker